sexta-feira, 01 agosto, 2014. 13:52 UTC

Notícias / Moçambique

Doadores anunciam redução de ajudas a Moçambique

As razões da medida e nem os países ainda não são conhecidos oficialmente, mas pensa-se que têm a ver com a conjuntura de crise económica na Europa

Parlamento de Moçambique
Parlamento de Moçambique

Multimédia

Áudio
Simião Pongoane
Cinco países do chamado G-19 ou seja o grupo dos 19 parceiros internacionais do governo moçambicano vão reduzir o seu apoio financeiro ao orçamento do Estado para 2013.
Uma fonte do Ministério das Finanças confirmou ser um dado adquirido que a situação vai provocar a redução do financiamento em 0.2 por cento do produto interno bruto em 2013.

A fonte não revelou os nomes dos países que vão reduzir o seu apoio a Moçambique, mas o jornal eletrónico, Correio da Manhã, publicado em Maputo avançou que se trata da Bélgica, Holanda, Alemanha, Suíça e Espanha.

As razões da redução do apoio são ainda desconhecidas pelo menos publicamente, mas em relação à Espanha tudo indica que a crise económica que afeta a zona do Euro é a principal motivação.

Para os outros quatro, há forte percepção de que a sua decisão está relacionada com dois motivos: falta de progressos no combate à corrupção e exploração de recursos minerais, como carvão e gás natural, que pode aumentar as receitas para o estado moçambicano.

Mas por enquanto, a situação vai ser minimizada pelo incremento do financiamento pelo Banco Mundial que de 110 milhões de dólares norte-americanos em 2012 vai passar para 210 milhões no próximo ano.

O apoio do Banco Mundial vai ser usado para financiar programas de alívio à pobreza, mitigação dos efeitos de mudanças climáticas e o sector de agricultura.

Para todos os efeitos, a redução do apoio financeiro dos parceiros internacionais vai ter efeitos negativos nas admissões de novos funcionários do estado ou seja de 13 mil pessoas recrutadas em 2012, o Estado vai contratar apenas 10.700 trabalhadores em 2013.

Os projectos de exploração de recursos minerais ainda não estão a gerar receitas que podem deixar o Estado à vontade. A Ministra dos Recursos Minerais, Esperança Bias, reconheceu recentemente no Parlamento que a contribuição dos mega-projectos ainda não é significante, mas garantiu que está a subir paulatinamente.

Moçambique depende largamente do apoio financeiro externo. Os parceiros internacionais contribuem anualmente com 40 por cento dos fundos para o Orçamento do Estado.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos