Links de Acesso

Moçambique: Líder partidário demite-se por "falta de tempo"


Sem tempo para a política devido ao trabalho na escola. José Henriques Lopes

Sem tempo para a política devido ao trabalho na escola. José Henriques Lopes

Acto elogiado pela sua "honestidade"

O líder de um pequeno partido político partido moçambicano demitiu-se do cargo por falta de tempo para a política.

José Henrique Lopes demitiu-se do cargo de Secretário-geral do Partido Humanitário de Moçambique, PAHUMO, porque segundo disse a sua profissão de professor do ensino secundário não lhe deixa tempo para lidar com as questões partidárias no seu dia-a dia.

A sua decisão foi saudada como um acto de honestidade pelo presidente do partido Cornélio Qivela.

O Conselho Nacional do PAHUMO, um partido recém criado e com maior inserção no norte de Moçambique, está reunido em Nampula e decidiu substituir Lopes no cargo de Secretário-geral por Filomena Mutoropa.

“Como sabe, estamos próximos do ano de eleições e acho não ser bom ocupar um cargo de chefia num partido, quandona verdade não tenho tempo,” disse o demissionário Secretário-geral

“Acho por bem deixar o cargo para alguém que possa dedicar-se a tempo inteiro,” disse Lopes.

Para o presidente do PAHUMO, Cornelio Quivela, a atitude de José Henriques Lopes mostra uma honestidade, uma vez que “ mostra que é um homem, que sabe dizer que não pode juntar as duas coisas ao mesmo tempo”.

Quivela diz que a postura tomada pelo antigo Secretário-geral possibilita que o partido prossiga com sucesso e alcance a sua meta que é de conquistar o poder e governar.

O encontro do Conselho Nacional do PAHUMO termina nesta Sexta-feira.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG