quinta-feira, 31 julho, 2014. 23:40 UTC

Notícias / Moçambique

Arcebispo de Nampula acusa políticos de não lutarem para manter a paz

Segundo Dom Tomé Makhweliha, os políticos moçambicanos usam maior parte do seu tempo para proferirem ameaças

Faizal Ibramugy
— Falando na sua primeira homilia do ano, perante os crentes católicos que encheram Sé Catedral de Nampula, Dom Tomé Makhweliha disse que da mesma maneira que a paz falta nalguns países e nalgumas famílias moçambicanas, falta aos partidos políticos e seus líderes.

Como resultado disso, segundo Makhweliha, os políticos moçambicanos usam maior parte do seu tempo para proferirem ameaças ao invés de organizar seus partidos no sentido de se tornarem mais fortes.


Makhweliha disse que durante 2013 a Igreja católica em Nampula estará a direccionar as suas orações para os líderes políticos para Deus lhes conceda a paz dentro dos seus corações.

“A paz nasce do coração” disse Makhweliha para quem todos devem começar no inicio do ano rezar para que Deus lhe conceda a paz nos seus corações pois segundo referiu, ela é indispensável para a felicidade de uma família e ou de um pais.

Importa referir que Moçambique vai iniciar este ano um ciclo eleitoral com a realização das quartas eleições autárquicas, numa altura em que alguns líderes de partidos políticos tem de forma sistemática a lançar discursos com mensagens consideradas ameaçadoras se considera que o país, ficou em paz em há sensivelmente 20 anos.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos