Links de Acesso

Camionistas "irresponsáveis" culpados por derrame de combustíves nas estradas no Kwanza Sul

  • Fernando Caetano

Derrames causam acidentes mortais na zona de Porto Amboím.

Camionistas que não respeitam as regras de segurança são responsáveis pelo derrame de combustíveis na zona de Porto Amboím que têm provocado vários desastres de viação, disse o responsável pela terminal de combustíveis do porto da cidade, Humberto Esperança.




Os derrames ocorrem principalmente no famoso Morro do Chingo na cidade do Sumbe.

Humberto Esperança disse que isso não é da responsabilidade da Sonangol uma vez que os camiões não saem do terminal de forma descontrolada.

Para aquele responsável é necessário que as autoridades afins façam serviço de monitorização das viaturas pois e como afirmou dentro do topa a sua empresa garante a segurança das viaturas na terminal.

Humberto Esperança associa o derrame de combustível nas estradas, à irresponsabilidade dos motoristas que desrespeitam as orientações superiores tendo solicitado a polícia nacional a ser implacável com motoristas ao serviço da Sonangol.

De recordar que casos de derrame de combustível nas estradas já provocou dezenas de acidentes, muitos deles mortais, sobretudo nas descidas confinadas a 10% como os Morros do Chingo, da Binga, do Dinguir, do Tongo, do Quicombo e outros mais.

A terminal do Porto Amboím tem a capacidade de armazenar mais de um milhão de metros cúbicos de combustíveis e tem por missão levar o petróleo, gasóleo e gasolina as províncias de Malanje, Lundas Norte e Sul e Moxico.

Adstrito à Sonangol o terminal já em funcionamento tem servido também de suporte para o sul de Luanda, as províncias do Huambo, Benguela e Huíla e tem uma capacidade instalada para armazenar até um milhão e quinhentos mil metros cúbicos, abastecendo perto de cinquenta camiões de trezentos e cinquenta mil metros cúbicos dia, segundo o seu responsável Humberto Esperança.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG