segunda-feira, 27 abril, 2015. 12:04 UTC

Notícias / Angola

Angola: Presidente controla fundo especial de segurança, diz CASA.-CE

CASA CE critica medida afirmando que fundo deve ser controlado pelo parlamento

Abel Chivukuvuku, presidente da CASA-CE
Abel Chivukuvuku, presidente da CASA-CE
Manuel José
A inclusão de uma verba para criação de um Fundo Especial de Segurança do Estado no Orçamento geral do estado deste ano, sob controlo e fiscalização do Presidente da república foi o motivo principal para o grupo parlamentar da CASA CE votar contra o documento na generalidade.


”Isto nao é bom e nós CASA analisamos esta situação sendo ium dos elementos que nos levou a votar contra o OGE,” disse o deputado pela bancada parlamentar da CASA Manuel Fernandes.

“A CASA nao é contra a criação do Fundo Especial de Segurança do Estado, só não concorda que a sua monitorização seja feita pelo Presidente da republica,” acrescentou.

O  presidente dessa  Coligação Eleitoral , Abel Chivukuvuku acha que é o parlamento o único capaz de supervisionar um fundo de segurança do estado.

“Nas democracias modernas é no órgão legislativo onde se cria um quadro especifico e especializado cujo papel é supervisionar não só a actuação dos órgãos de segurança e inteligência mas também a utilização de recursos destinados a este órgão,” disse Chivukuvuku.

Chivukuvuku defende que toda alocação de verbas publicas em nome da transparência deve estar bem clarificada.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Prof.Kiluange de: New York City
20.01.2013 10:08

Em Angola, a corrupção [clientelismo, discriminação ,extorsão, favoritismo ,fisiologismo, nepotismo,peculato,suborno,etc.] e a impunidade são, infelizmente, os únicos e melhores epítetos para descrição modestia da nossa " cultura mutilada"... "Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és" – assim dita o adágio popular! Porém, mesmo reclamando inocência ou ingenuidade dos crimes por si, José Eduardo dos Santos tem sido uma grande afronta à dignidade humana e à justiça... Se fosse honesto consigo mesmo, ou, pelo menos, se assim o tivesse desejado... teriamos uma Angola melhor!... Por cerca de três décadas, Dos Santos tem privado o proprietário de angola [ o povo angolano!] dos seus direitos mais elementares da "pessoa humana", como direito à vida, à liberdade,etc... e só faz tudo isso graças a longínqua proteção da mão invisível da ambição Russo-Chinesa em Angola...Pergunta: somos capazes de exigir a reforma compulsiva, imediata e incondicional do sr. José Eduardo dos Santos sem a ajuda de algum recurso ao extremo?!

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Passadeira Vermelha: Star Wars, Oprah Winfrey e filha de Whitney Houston acendem os holofotes!i
X
24.04.2015 16:24
O episódio 12 da #PassadeiraVermelha da VOA traz novidades da Oprah Winfrey, uns miminhos do Star Wars, daqueles bem bons e vamos ver quem rebentou o record de vendas de bilheteira de cinema das últimas semanas!
Vídeo

Vídeo Passadeira Vermelha: Star Wars, Oprah Winfrey e filha de Whitney Houston acendem os holofotes!

O episódio 12 da #PassadeiraVermelha da VOA traz novidades da Oprah Winfrey, uns miminhos do Star Wars, daqueles bem bons e vamos ver quem rebentou o record de vendas de bilheteira de cinema das últimas semanas!
Vídeo

Vídeo O Auxílio à morte nos Estados Unidos

Nos 18 anos da lei "Morte com Dignidade" no Oregon, cerca de 750 pessoas terminaram suas vidas com drogas letais. O medicamento também pode ser prescrito no Estado de Washington, Novo México, Vermont e Montana. Uma paciente terminal abriu o debate a outros estados
Vídeo

Vídeo Xenofobia na África do Sul

Na semana passada, a África do Sul foi tomada por ataques contra estrangeiros que moram no país. Alguns dizem que os ataques são culpa do legado do colonialismo, outros dizem que são problemas económicos da nação. Independentemente da causa, sul-africanos rezam pelo fim da violência.
Mais Vídeos