quinta-feira, 31 julho, 2014. 21:36 UTC

Notícias / Angola

IURD deve ser reponsabilizada pelas mortes da noite de fim do ano, diz analista angolana

Outros analistas fazem notar que acidentes do género já tinham anteriormente acontecido sem que as autoridades tomassem medidas

cartaz da Igreja Universal do Reino de Deus anunciando o evento do fim de ano que terminou em tragédia
cartaz da Igreja Universal do Reino de Deus anunciando o evento do fim de ano que terminou em tragédia
Manuel José
A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) deve ser responsabilizada pela morte de várias pessoas na noite de fim do ano, disse a política angolana Alexandra Simeão.




Dezasseis pessoas morreram e dezenas de outras ficaram feridas por esmagamento e asfixia durante o evento que segundo dados preliminares atraiu cerca de 250.ooo pessoas quando o estádio não comportava mais de 70.000.

Alexandra Simeão pensa que parte da culpa deveria ser atribuída à organizadora do evento.

“Tem que haver responsabilização da própria entidade,” disse ela.

“Sse eu convidar pra minha casa 20 pessoas e só tenho 8 lugares vou criar conflito e  isso é o que aconteceu ali,” acrescentou.

A jurista Ana Paula Godinho considera importante que se tomem medidas para se impedir situações que levam a aglomeração de muitas pessoas num só local.

“Nós temos que aprender a lidar com situações em que há ajuntamento de gente o que me parece não aconteceu neste caso,” disse.

A experiencia que o país possui de realizações com muitas pessoas não è famosa, segundo a advogada.

“Aqui há sempre mortes quando há ajuntamento de gente,” disse.

“Quando foi da vinda do Papa morreram 5 pessoas, agora morreram 12 ou 13 pessoas pelo que devemos tirar lições” acrescentou

“Nós não aprendemos com a história, temos aí os problemas, são criadas comissões e ano se faz nada para prevenir,” acrescentou.

A jornalista espera que a comissão de inquérito ora criada traga resultados palpáveis, para se evitar tragédias similares.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos