quarta-feira, 27 agosto, 2014. 23:00 UTC

Notícias / Angola

Huíla: Línguas nacionais fazem parte do currículo escolar

Para a consolidação do ensino das línguas locais, 120 professores irão beneficiar de formação nas línguas Nyaneka-Humbi, Umbundu e Ngangela.

Multimédia

Áudio
Teodoro Albano
O ensino das línguas locais em algumas escolas do ensino primário do primeiro e segundo ciclos, é uma realidade na província da Huíla.

Para a consolidação do ensino das línguas locais, 120 professores irão a partir desta segunda-feira até 1 de Fevereiro próximo beneficiar de formação nas línguas Nyaneka-Humbi, Umbundu e Ngangela.

Rui Sabino, professor de Ngangela, saudou a iniciativa: “Essa iniciativa é bem-vinda, durante muito tempo não estávamos a valorizar as línguas nativas”.

Para Manuel Changoka, professor de uma das variantes da língua Nyaneka-Humbi, o modelo vai trazer vantagens no processo de ensino e aprendizagem sobretudo para as crianças:

“Uma vez eu estava na minha escola a dar aulas na pré em português e veio lá um professor de língua portuguesa fazer levantamento, eu estava a fazer um desenho de um fogareiro, então o professor pergunta: isso é quê? As crianças responderam: omantya. Ele então virou-se para mim e disse omantya é quê? É fogareiro. Porque que não ensinas as crianças na sua língua? Não há autorização! Agora que há autorização estou a gostar muito?"

E o governo garante ter condições para capacitação dos docentes nas três línguas locais. O coordenador de inserção das línguas nacionais da Direcção Provincial da Educação na Huíla, Ezequiel Kambindangolo, fez saber que o processo na Huíla está em consolidação, o objectivo é generalizar o ensino: “ Temos Umbundo na escola de formação de professores ex-IMNE, temos também lá Nyaneka, temos no Magistério Primário, mas com um número muito reduzido de Umbundo e Ngangela, e assim de uma forma geral estamos na fase da consolidação, o nosso objectivo é alargarmos criarmos condições para um dia irmos para a generalização”.

Nyaneka-Humbi e suas variantes, Umbundu e Ngangela, nesta ordem, são as línguas locais mais faladas no espaço que compreende a província da Huíla. A introdução das línguas nacionais surge no quadro da Lei 13, de 31 de Dezembro de 2001, do sistema de educação angolano que dá lugar à reforma educativa e consequente inserção das línguas do país no sistema de ensino.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Lei Russa Contra a Profanaçãoi
X
27.08.2014 18:06
A Rússia promulgou em Julho uma lei que ameaça multar actos de profanação nos media, filmes, literatura, na música e no teatro. A restrição foi bem recebida por quem diz que a blasfémia está fora do controlo, outros rejeitam a decisão por considerarem tratar-se de paternalização e censura
Vídeo

Vídeo Lei Russa Contra a Profanação

A Rússia promulgou em Julho uma lei que ameaça multar actos de profanação nos media, filmes, literatura, na música e no teatro. A restrição foi bem recebida por quem diz que a blasfémia está fora do controlo, outros rejeitam a decisão por considerarem tratar-se de paternalização e censura
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 27 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 26 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 26 Agosto 2014

Os principais títulos americanos na última semana de Agosto
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Agosto 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo O impacto económico do Ébola

O recente surto de Ébola na Africa Ocidental poderá prejudicar as economias governamentais na Libéria, Guine, e Serra Leoa, e talvez mesmo Nigéria. Os esforços de prevenção interferem com o comércio, desportos e viagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Ferguson clama por justiça

Violência, frustração e raiva têm sido a combinação explosiva no bairro de St. Louis, em Ferguson, Missouri. Os protestos começaram depois de um jovem negro de 18 anos ter sido morto por um polícia branco
Mais Vídeos