Links de Acesso

São Tomé: Paludismo continua a ser problema de monta

  • Óscar Medeiros

Em 2012, São Tomé e Príncipe registou cerca de doze mil casos de paludismo

Em São Tomé e Príncipe apesar dos progressos registados na última década a situação ainda não em confortável em matéria de paludismo.
Quem o diz é o director do programa nacional de luta contra o paludismo neste dia africano para assinalar a luta contra a malária.

Segundo Erodes Rompão tem havido nos últimos dois anos uma tendência para o aumento do número de casos da doença, sobretudo devido ao atraso na chegada do insecticida utilizado na pulverização intra-domiciliar contra o vector.

Em 2012, São Tomé e Príncipe registou cerca de doze mil casos de paludismo, o que representa mais ou menos 10% da população.

No primeiro trimestre do ano em curso seis pessoas faleceram por paludismo, números que o director do programa nacional de luta contra a doença vê com alguma preocupação.
XS
SM
MD
LG