Links de Acesso

São Tomé: Declarações do ministro da Justiça continuam a dar que falar

  • Óscar Medeiros

Tribunais de São Tomé e Príncipe

Tribunais de São Tomé e Príncipe

Dois dias depois da polémica instalada no sector da justiça em São Tomé e Príncipe, o primeiro-ministro do arquipélago, Patrice Trovoada, ainda não decidiu se vai ou não demitir o ministro da Justiça.

O ministro da Justiça e dos Recursos Humanos, Roberto Raposo, colocou o seu cargo à disposição do chefe do governo na sequências das duras criticas que proferiu contra os magistrados judiciais.

Em declarações a imprensa à margem das celebrações do dia dos mártires da liberdade, que hoje se assinala,Trovoada disse que ainda está a analisar o caso.

É necessário salvaguardar o relacionamento entre o governo e os órgãos judiciais, numa fase em que as duas instituições estão empenhadas na reforma do sector da justiça, disse Trovoada.

Na ocasião, o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, José Bandeira não quis reagir as críticas do ministro da justiça, mas acabou por dizer que essas declarações só engajam o próprio ministro que as proferiu.

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público emitiu um comunicado condenandocom veemência as declarações do ministro da justiça.

XS
SM
MD
LG