Links de Acesso

Preso de Guantánamo transferido para Cabo Verde

  • Redacção VOA

Militante de "baixo nível" da Al Qaida, é o segundo a ser recebido pelo arquipélago.

Um preso do Iémen que estava detido em Guantánamo foi libertado pelas autoridades americanas e transferido para Cabo Verde.

O Pentágono anunciou a transferência de Shawqi Awad Balzuhair nste domingo, 4, afirmando que, após uma revisão do caso, foi determinado que a sua detenção já não é necessária “para protecção contra uma ameaça significativa e contínua à segurança dos Estados Unidos”.

Balzuhair esteve detido em Guantánamo desde Outubro de 2002 depois de ter sido capturado com vários outros alegados militantes da Al Qaida em Karachi, no Paquistão.

Uma comissão americana decidiu que o detido era “um militante de baixo nível”.

A advogada de Balzuhair, Angela Viramontes, disse que o seu cliente deseja o anonimato e “quer casar, ter filhos e um emprego”.

O preso foi transportado de Guantánamo na sexta-feira, 2, num avião militar americano

Os Estados Unidos manifestaram o seu agradecimento a Cabo Verde “pelo seu gesto humanitário e desejo de apoiar os esforços dos Estados Unidos em encerrar o complexo de detenção de Guantanamo Bay”.

Este é o segundo preso de Guantánamo a ser transferido para Cabo Verde.

Em Julho de 2010 Cabo Verde recebeu Abdul Nasse Khantumani que, segundo o seu advogado, está ainda no país.

O seu filho, que estava também preso, foi transferido para Portugal.

Após a transferência de Balzuhair para Cabo Verde reduz para 59 o número de presos que ainda se encontram em Guantánamo.

Vinte desses presos já foram aprovados para serem libertados mas ainda não têm um destino definido.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG