Links de Acesso

Presidente sul-africano pede a estrangeiros para permanecerem no país

  • Redacção VOA

Jacob Zuma

Jacob Zuma

O presidente da África do Sul pediu aos estrangeiros para permanecerem no país na sequência da saída de muitos imigrantes depois dos ataques xenófobos que assolam o país há várias semanas.

Numa visita realizado aos campos de refugiados criados para albergar cerca de 5 mil estrangeiros que fogem aos ataques violentos dos sul-africanos, Jacob Zuma disse que não são todos os sul-africanos que estão a dizer para saírem da África do Sul.

"É só um número muito pequeno de cidadãos que está a dizer isso",disse Zuma que voltou a dizer que o seu Governo está a fazer tudo para evitar a vilência, apesar dos estrangeiros dizerem o contrário.

O presidente sul-africano reiterou aos estrangeiros que "quando pararmos com a violência, poderão regressar e serão bem-vindos".

Até agora, foram registados seis mortos e muitos estrangeiros deixaram o país.

Cerca de 30 pessoas foram detidas na madrugada de hoje nos arredores de Joanesburgo.

Até agora cerca de 600 moçambicanos procuraram refúgio fora das suas áreas de residência. Mais de uma centena deixaram o país desde a passada quinta-feira e encontram-se instalados num centro criado pelo Governo em Boane, na província de Maputo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG