Links de Acesso

Ouvinte angolano quer trabalhar no ramo do petróleo

  • Danielle Stescki

Ouvinte Angelino Kassussuma

Ouvinte Angelino Kassussuma

Conversa com a equipa da VOA pelo WhatsApp.

Angelino Kassussuma, de 20 anos, vai concluir a Universidade no ano que vem. Ele mal pode esperar para tornar-se um engenheiro de petróleo. Está confiante que vai estar empregado logo após a conclusão do curso superior.

“Felizmente tenho boas qualificações de notas e, além disso, tenho muitas propostas de muita gente que quer trabalhar comigo. Acredito que quando terminar mesmo terei um emprego garantido”.

Kassussuma quer trabalhar no mar “pra ver o nosso petróleo angolano ser mesmo extraído por mim, um angolano também,” explica.

Actualmente ele trabalha para a empresa americana Warly Parssons como desenhador. Usa o AutoCAD para fazer desenhos de tubagens, que depois são enviados para uma fábrica a fim de serem construídos.

Kassussuma tem um conselho para os estudantes mais jovens, principalmente aqueles que querem trabalhar no ramo do petróleo.

“Não devemos desistir dos nossos sonhos, por mais que as possibilidades não permitam". Ele acrescenta que é preciso bastante esforço e dedicação.

Oiça a entrevista na íntegra.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG