Links de Acesso

MPLA e Casa-CE continuam a guerra de palavras no Namibe

  • Armando Chicoca

Frente a frente

Frente a frente

João Guerram, do MPLA, acusa Abel Chivukuvuku de insultos depois deste afirmar que governantes "roubam o dinheiro do povo".

O MPLA acusou o líder da Casa-CE Abel Chivukuvuku de se ter deslocado ao Namibe para uma campanha de insultos.

O primeiro secretário do MPLA no Namibe João Guerra falava num comício no fim-de-semana em resposta à visita de Chivukuvuku à província.

A Casa-Ce tinha anteriormente acusado as autoridades de tentarem boicotar a visita do seu líder dando ordens para o encerramento de estações de gasolina e de espalharem boatos que Chivukuvuku era portador do vírus ébola.

Guerra acusou o líder da CASA de “dar cotoveladas” e depois “esperar beijinhos”.

“Pagamos na mesma moeda”, disse odirigente local do MPLA no final de uma passeata com mais de 200 viaturas e mais de 100 motorizadas, que terminou no local onde dias antes Abel Chivukuvuku realizou o seu acto político de massas.

“Fazer politica é explicar ao povo o que é que você quer, o que é que você vai fazer e não é vir aqui ofender pessoas”, disse Guerra

“Então você vem-me dar cotovelo e eu dou-te beijinho? levas pela mesma moeda”, respondeu.

O líder da Casa-CE deslocou-se ao Namibe para uma visita de sete dias durante a qual esteve nos Municípios do Namibe, Tombwa, Bibala e Camucuio.

No Município do Namibe, diante de cerca de 16 mil cidadãos, maioritariamente jovens, Chivukuvuku disse em acto político de massas que não é aceitável que num pais rico em petróleo, diamantes e outros recursos mineráveis o povo continue entregue a indigência.

"As pessoas têm de se sentirem livres, livres de trabalhar aonde puderem, livres de viverem onde quiserem, não podem mais correr com as pessoas das praças, isso acabou, agora é liberdade”, afirmou o líder da Casa-CE.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG