Links de Acesso

Morte de Fidel Castro provoca reacções diferentes

  • Redacção VOA

Morte de líder revolucionario recebida com júbilo por exilados que gritam "leva o teu irmão". Castro é saudado por outro lado como defensor dos oprimidos

A morte de Fidel Castro aos 90 anos de idade foi recebida através do mundo com uma mistura de pesar e alegria, com muitos descrevendo o líder revolucionário como um libertador e outros como um ditador.

Se para uns o líder cubano era um defensor dos pobres e um símbolo da libertação para as dezenas de milhares de cubanos que fugiram para o exílio através do mundo Castro era o símbolo de um regime repressivo que proibiu qualquer oposição e levou o país á ruína económica.

Morte de Fidel Castro celebrada nas ruas de Miami

Morte de Fidel Castro celebrada nas ruas de Miami

Em Miami na Flórida, onde existe uma enorme comunidade cubana de exilados e dos seus descendentes, houve manifestações de alegria nas ruas com os manifestantes agitando bandeiras americanas e cubanas e gritando “Morreu! Morreu!” e “Leva o teu irmão contigo!”, uma referencia ao actual presidente Raul Castro.

A congressista Ileana Ros-Lehtine que representa um distrito da Flórida no Congresso americano afirmou que com a morte de Fidel Castro “um novo começo vai surgir para Cuba e par ao seu povo”.

Mas noutras partes do mundo a morte de Fidel Castro foi recebida com pesar.

Em Cabo Verde o Partido Africano para a Independência de Cabo Verde PAICV lamentou a morte do líder cubano elogiando o seu apoio á luta pela independência do país e recordando que muitos combatentes da luta colonial tinham sido treinador em Cuba.

Neste momento de imenso pesar devemos honrar a figura incontornável do comandante Fidel Castro pelo seu indefetível apoio à luta de libertação nacional do jugo colonial, de que guardam memória muitos dos Combatentes da Liberdade da Pátria que tiveram o privilégio de formação e preparação em Cuba", escreveu o PAICV, numa mensagem divulgada através das redes sociais.

O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio da Silva disse que “para os povos do nosso continente e os trabalhadores dos países mais pobres, especialmente para os homens e mulheres da minha geração, Fidel Castro foi sempre uma voz de luta e esperança”.

O actual presidente brasileiro Michel Temer disse que Fidel Castro “marcou a segunda metade do século XX com a defesa firme das ideias em que acreditava".

O presidente mexicano Enrique Pena Nieto disse lamentar a morte de Fidel Castro “uma referência emblemática do Seculo 20”

O presidente francês François Holland descreveu Castro como uma das grandes figuras do século 20 e apelou ao fim imediato de todas as sanções contra Cuba.

O presidente russo Vlaidimir Putin saudou Castro como “um exemplo de inspiração para muitos países e nações”.

“Fidel Castro era um amigo sincero e de confiança da Rússia”, disse Putin.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG