Links de Acesso

ONU desembolsa 200 milhões de dólares para vítimas de calamidades em Moçambique

  • Alfredo Júnior

A ONU vai desembolsar cerca de 200 milhões de dólares para apoiar as vítimas das calamidades naturais em Moçambique.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 26, em Maputo pelo enviado especial das Nações Unidas para questões climáticas, Macharia Kamau, no final de um encontro com o presidente Filipe Nyusi.

Especialistas dão conta que eventos como ciclones, secas e cheias vão acontecer com muito maior intensidade por causa das condições climáticas e sobretudo devido ao fenómeno El Niño.

A exemplo disso foi o vendaval que se registou na última segunda-feira que, para além de elevados danos materiais em infra-estruturas públicas e privadas, causou a morte de 12 pessoas.

A falta de equipamentos adequados fez com que Instituto Nacional de Meteorologia não emitisse um aviso prévio sobre o vendaval, segundo deu a conhecer O meteorologista Telmo Sumira.

"Nós não podemos emitir aviso sobre a ocorrência deste fenómeno porque os nossos modelos são globais e regionais, portanto esses modelos apenas resolvem ocorrência de fenómenos de grande escala, não obstante nós termos colocado essa informação no nosso boletim meteorológico, o que nos fez a não emissão do aviso foi o facto de a magnitude do fenómeno não ter sido resolvido pelos modelos", justificou o meteorologista Telmo Sumira.

O enviado da ONU sobre Mudanças Climática e El Niño revelou que os doadores já garantiram mais de 47% do valor do apelo de 2,4 mil milhões de dólares americanos para ajuda humanitária às vítimas do El Niño na região africana e estima que entre 1,5 milhão e 2,3 milhões de pessoas sofrem o impacto da estiagem.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG