Links de Acesso

Mali: Segunda-volta das presidenciais no Domingo entre Keita e Cissé

  • Anne Look

Soumaïla Cissé,antigo ministro das finanças (à esq.) e Ibrahim Boubacar Keita, antigo primeiro-ministro (à dir.) duas escolhas possíveis este fim-de-semana no Mali

Soumaïla Cissé,antigo ministro das finanças (à esq.) e Ibrahim Boubacar Keita, antigo primeiro-ministro (à dir.) duas escolhas possíveis este fim-de-semana no Mali

Anne Look correspondente da VOA em Bamako, diz que a últimas semanas ficaram marcadas por alianças e divórcios políticos em torno dos dois candidatos

No boletim de voto deste fim-de-semana no Mali figuram os candidatos Ibrahim Boubacar Keita, antigo primeiro-ministro e vice-presidente da Assembleia Nacional, originário de Bamako no Sul.

E Soumaïla Cissé, um tecnocrata, antigo ministro das finanças e originário de Timbuktu no norte.

Os dois homens pertenceram ao mesmo partido, exerceram juntos, funções no governo na década de 1990, tendo sido Ibrahim Keita primeiro-ministro e Soumaïla Cissé, ministro das finanças. Os seus destinos divergiram-se quando Cissé decidiu apoiar o presidente deposto em Março do ano passado, Amadou Toumani Touré, acusado por muitos malianos pela actual crise política.

Ibrahim Keita tornou-se por sua vez um dos maiores críticos do então governo e do actual adversário.

Diz ele que o Mali foi roubado. O governo comeu a carne e sugou o osso. O povo foi humilhado a poto que as pessoas começaram a aliar-se aos islamistas. E promete que isso jamais irá acontecer.

A sua campanha gira em torno do nacionalismo, honra e dignidade. Os seus opositores acusam-no de falta de pormenores.

Para os apoiantes de Soumaïla Cissé, a preocupação maior é a escolha certa e sem nenhuma forma de manipulação ou pressão.

O próprio candidato levantou questões sobre a falta de liberdade de votação assim como de intimidações durante a primeira-volta e pediu aos seus apoiantes para ser mais vigilantes.

Cissé diz aos seus apoiantes que ainda que ganhem as eleições, a luta vai estar longe do fim. Precisamos de construir o país, combater o desemprego e a pobreza – estamos a citar. Precisamos também investir no país, na agricultura, na pecuária, pescas, estradas e fábricas. Temos que criar riqueza de forma que cada um possa ter uma vida feliz. Palavras do candidato Soumaïla Cissé.

De momento é ainda difícil prever as chances que tem cada um dos candidatos.

Esta Sexta-feira, apresenta-se como o verdadeiro dia da campanha, a seguir aos atrasos na confirmação oficial dos resultados oficiais da primeira-volta e também ao facto do fim do Ramadão ter sido apenas ontem, Quinta-feira.
XS
SM
MD
LG