Links de Acesso

Guiné-Bissau: Representante da ONU defende formação de governo de inclusão


Conselho de Segurança analisando situação na Guiné-Bissau (Arquivo)

Conselho de Segurança analisando situação na Guiné-Bissau (Arquivo)

Joseph Mutaboba faz balanço das missões junto da União Africana e do Conselho de Segurança da ONU e reaviva os apelos para a reestauração da ordem constitucional

O Chefe do Gabinete Integrado das Nações Unidas para Consolidação da Paz na Guiné-Bissau, evocou hoje as perspectivas das próximas eleições assim como a necessidade de formação de um governo de inclusão.

Joseph Mutaboba que convidou os jornalistas para fazer o balanço das suas recentes missões junto da União Africana e do Conselho de Segurança da ONU, voltou a reafirmar as exigências das Nações Unidas para a completa restauração da ordem constitucional na Guiné-Bissau.

A propósito lembrou, por exemplo, a declaração do Conselho de Segurança da União Africana, a qual encorajou os «esforços» dos parceiros internacionais, inclusive a ONU, visando apoiar os atores nacionais no retorno a ordem constitucional. Joseph Mutaboba citou também a Resolução 2048 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, onde reafirma citamos «as suas exigências de completa restauração da Ordem Constitucional». São últimas posições destas duas entidades e que o diplomata quis recordar para melhor contextualizar a sua intervenção.

O representante do Secretário-geral da ONU em Bissau é da opinião que nenhum progresso será alcançado sem um genuíno compromisso do povo guineense, isto é no sentido de abordar conjuntamente os desafios que o país enfrenta. E nesta perspectiva considera que a pertença nacional é a chave para a necessária estabilização da Guiné-Bissau.

Recordo que no quadro do seu apoio ao processo em curso, as Nações Unidas em colaboração com outros parceiros deram inicio desde Junho passado consultas, envolvendo atores nacionais, nomeadamente partidos políticos, a sociedade civil, em particular as organizações femininas, associações juvenis, líderes religiosos e tradicionais. Por isso, Joseph Mutaboba não hesitou em assegurar o quanto a ONU está pronta em continuar apoiar o país. E a respeito vai ter uma agenda carregada nos próximos dias:

Representante do Secretário-geral das Nações Unidas em Bissau, Josehp Mutaboba, com um olhar atento sobre atual situação politica que o pais vive e que perspectiva novas abordagens.
XS
SM
MD
LG