Links de Acesso

Imprensa chinesa classifica de exito encontro de Hu com Obama

  • Paulo Oliveira

Imprensa chinesa classifica de exito encontro de Hu com Obama

Imprensa chinesa classifica de exito encontro de Hu com Obama

A China classifica como tendo sido um êxito as conversações do presidente Hu Jintao com o presidente Barack Obama, sublinhando que os dois dirigentes alcançaram importante consenso numa ampla variedade de assuntos.

Os jornais chineses desta quinta-feira, apresentam na primeira página, fotos do presidente Hu com o presidente Obama na Casa Branca.

Os títulos exaltam o novo capítulo no relacionamento dos dois países e os artigos acentuam as informações positivas do encontro.

Um texto da agencia oficial de noticias Xinhua caracteriza a visita de Hu a Washington com sendo um histórico momento da diplomacia da China com os Estados Unidos.

O porta-voz do ministério dos estrangeiros Hong Lei fez se eco daquele comentário.

Hong afirmou que o presidente Hu teve êxito nas conversações que manteve com o Presidente Obama, frisando que os dois lados acordaram em trabalhar no sentido da construção da parceria Sino-Americana de benefício mútuo e mutuo respeito – que denominou de tendência dos tempos.

O porta-voz referiu por outro lado que as duas partes chegaram a um consenso importante em muitos assuntos, incluindo as relações militares, a Coreia do Norte, o Irão, o Sudão, o espaço, a tecnologia e as trocas a alto-nível, embora não tenha entrado em detalhes.

O porta-voz acrescentou aindaque as duas partes destacaram a importância de Taiwan.

Hong referiu que Hu sublinhou que a questão de Taiwan refere-se à soberania e integridade territorial chinesa, e que por isso espera que os Estados Unidos respeitem os seus compromissos, e que aprecie e apoie a posição chinesa.

Pequim considera Taiwan parte do seu território, e não tem renunciado ao uso da força para reunificar a ilha de governo separado no caso de declarar a independência.

Os Estados Unidos reconhecem a existência de apenas uma China, mas comprometem-se a ajudar Taiwan a defender-se, e enfurecem a China com a venda de armamento à ilha.

O porta-voz chinês repetiu os comentários do presidente Hu sobre direitos humanos, reconhecendo que a China e os Estados Unidos têm diferenças serias sobre os direitos humanos, mas que as duas nações estão constantemente a melhorar a situação.

XS
SM
MD
LG