Links de Acesso

Malanje: Alunos continuam a estudar em escolas que deviam estar encerradas

  • Isaías Soares

Escola primaria 87

Há meses que governador ordenou encerramento de escolas por falta de condições.

Mais de mil alunos de quatro escolas do ensino primário, primeiro e segundo ciclo do ensino secundário em estado de degradação na cidade de Malanje continuam a funcionar, apesar de o governador provincial ter orientado o enceramento das mesmas.

Norberto Fernandes dos Santos visitou em Abril último as escolas primárias Nº 74 – Comandante Dangereux e 87 – Deolinda Rodrigues, do I ciclo do ensino secundário Hoji-Ya-Henda e do II ciclo do ensino secundário 4 de Abril, e orientou a transferência urgente de todos os alunos para estabelecimentos com melhores condições.

Na Escola 87 há falta energia eléctrica, água canalizada e as casas de banho não oferecem condições para o uso por parte de professores e alunos.

Em Agosto inicia-se um novo período chuvoso e pouco ou nada foi efectuado para garantir a segurança das crianças que entram nos próximos dias em mais um período avaliação referente ao II trimestre do ano lectivo.

O secretário provincial do Partido da Renovação Social (PRS), Eduardo Hilário Francisco, condenou a inactivdade para se resolver a questão.

“Quando o Governo provincial, na pessoa do senhor governador, promete que iria fazer este trabalho no sentido de tirar os alunos nas escolas com péssimas condições, colocá-los em novas escolas e assim não o faz, realmente é negativa”, lamentou.

Eduardo reafirmou que a falta do cumprimento das decisões de um governador “preocupa o nosso partido, porque na verdade há escolas que se encontram num estado bastante crítico”.

Centenas de escolas do município de Malanje não apresentam condições para acolher alunos e professores, a título de exemplo, sem descorar as das localidades do interior desta província.

XS
SM
MD
LG