Links de Acesso

VOA recusa retirar artigo sobre invasão russa da Ucrânia e Moscovo bloqueia portal


O Governo da Rússia comunicou à Voz da América (VOA) a sua decisão de bloquear o seu portal de notícias em língua russa www.golosameriki.com, a menos que deixe de fazer a cobertura da invasão da Ucrânia por Moscovo.

Medida idêntica foi tomada contra outros meios de comunicação estrangeiros e russos.

A agência reguladora da imprensa, Roskomnadzor, afirma que o site de notícias da VOA “contém mensagens falsas sobre ataques terroristas ou outro tipo (sic) de informação de interesse público”.

O órgão ainda exigiu que a VOA retirasse uma notícia do seu portal que apontava factos registados no segundo dia da invasão russa.

O artigo contém factos amplamente divulgados sobre o bombardeamento russo de cidades, a alegação russa de ter capturado um aeroporto perto de Kyiv e declarações de testemunhas e repórteres no interior da Ucrânia.

Em reacção, a directora interina da VOA afirmou que “quaisquer tentativas de interferir no livre fluxo de notícias e informações são profundamente preocupantes, achamos que essa ordem está em oposição directa aos valores de todas as sociedades democráticas”.

Yolanda López acrescentou que o povo russo merece o acesso irrestrito a uma imprensa livre" e garantiu que "não podemos atender ao pedido do Roskomnadzor”.

O aviso à VOA segue a uma repressão alargada à imprensa pelo Governo russo.

A agência encerrou também duas empresas de comunicação russas de grande audiência, Ekho Moskvy e Dozhd, bem como o site da Current Time, uma produção conjunta da VOA e da Radio Free Europe/Radio Liberty.

Nesta sexta-feira, a Roskomnador, citada pela agência de notícias russa RIA, confirmou ter bloqueado, além da VOA e da Radio Free Europe/Radio Liberty, a BBC de Londres, a Deutsche Welle (Voz da Alemanha) e outros meios de comunicação.

"Os motivos para restringir o acesso a (esses) recursos foram a circulação deliberada e sistemática de (relatórios) contendo informações falsas", disse a agência reguladora de comunicação.

Autoridades russas acusam os países ocidentais de espalharem “informações falsas” sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia, que Moscovo descreve como uma "operação militar especial".

“Um império de mentiras", afirmou recentemente o Presidente Vladimir Putin.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG