Links de Acesso

Veteranos angolanos queixam-se de falta de pensões na Huíla


Governo justifica com processo de prova de vida em curso

Antigos militares angolanos na província da Huíla estão com pensões em atraso e não encontram explicações para tal situação.

Joaquina Chilulu, viúva de um antigo combate, descreve a aflição por que passa sem dinheiro na conta.

“Não temos dinheiro, fomos ver nas contas não caiu nenhum dinheiro. Sou mãe de quatro filhos, não tenho quem me ajuda, estou aqui muito aflita!”, lamentou Chilulu.

Armando Segunda, antigo militar,questiona o valor das pensões atribuídas a quem deu toda a sua juventude pelo país.

«De princípio essa pensão de 20 mil kwanzas não presta. Não é pensão para um camarada que deu quase o tempo todo à luta. A maioria de nós é analfabeta, não estudamos porque passamos todo o tempo nas Forças Armadas”, disse Segunda.

O Fórum Independente dos Desmobilizados de guerra na Huíla exige que o Governo reponha o dinheiro dos filiados sob pena de os protestos se fazerem ouvir na rua.

«Se o Governo está a proceder assim não está a agir de boa-fé. Já está o caso apresentado ao Governo provincial da Huíla que faça esforço para repor está dívida antes que os espíritos cobrem a dívida nas ruas», avisou o presidente do Fórum dos Desmobilizados de guerra na Huíla, Nunes Manuel.

O Executivo local promete solução, mas explica os atrasos com os trabalhos burocráticos do processo de prova de vida submetido aos antigos combatentes entre Março e Abril últimos.

A directora do gabinete provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Verónica Rito, reconhece a legitimidade nas reclamações.

«Enquanto assistidos eles têm legitimidade em reclamar o atraso da sua pensão. Há elementos que durante este período que foi dado de 1 de Março a 30 de Abril não fizeram a prova de vida eisso fez com que o sistema de pagamento fosse rejeitado e enquanto não concluir com a colocação do número do IBAN de cada indivíduo que está naquela folha não seria possível pagar. O banco vai trabalhar no sistema no sentido de atribuir o número do IBAN a cada um desses que estão em falta e só assim podemos processar os salários”, prometeu Rito.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG