Links de Acesso

UNITA pede "enterro condigno" para centenas de vítimas de massacre em 1993


Secretário Provincial da UNITA Domingos da Graça Mizé

A UNITA no Namibe quer um diálogo com o governo local para se proceder à exumação e um “enterro condigno” de centenas de pessoas que foram mortas em Janeiro de 1993 aquando do recomeço da guerra civil.

O secretário provincial da UNITA Domingos da Graça Mizé disse que mais de 600 pessoas foram atiradas para valas comuns no Calumbilo e em frente ao cemitério do municipío do Tombwa acescentando estar disposto a discutir a questão “num forum que o governo assim o entender”.

O dirigente provincial da UNITA disse que não é sua intensão “ressuscitar” algo de penoso para as comunidades locais e para o país

“Isso pertence ao passado, não queremos construir o futuro agarrados ao passado, pois o passado deve ser usado apenas para recordar e ganhar experiencia para fazermos melhor no futuro”, afirmou

“Somos pela paz e queremos apenas um enterro condigno para essas pessoas e esperamos que o governo compreenda essa posição”, acrescentou manifestando optimismo que face á nova realidade de abertura politica no país isso será possível.

Domingos da Graça Mizé fez notar que no massacre houve elementos do MPLA que também foram mortos apenas por serem de origem Umbundu, incluindo Julio Muhungo da JMPLA .

“Se não houvesse a intervenção de um dos comandantes que esteve no Namibe então o número de mortes teria sido maior”, afirmou.

Muitas famílias continuam sem certidões de óbito das vítimas, afirmou o dirignete da UNITA

“Achamos por bem levantar esse caso e merecer uma discussão séria num forum em que o próprio governador queira que se discuta”, acrescentou.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG