Links de Acesso

UNITA diz que situação nas províncias é dramática


Adalberto da Costa Júnior em conferência de imprensa em Benguela

Líder parlamentar critica gastos nas deslocações de João Lourenço ao estrangeiro mencionando avião que custa 70.000 dólares por hora

Uma comitiva parlamentar da UNITA diz ter encontrado uma situação dramática e de má administração nos municípios que visitou durante 24 dias em 18 províncias do país.

A UNITA está a preparar um relatório par partilhar com os respectivos ministros, disse à Voz da América o líder da bancada parlamentar da UNITA Adalberto Costa Júnior.

"Em quase todos os locais encontramos atrasos na implementação orçamental, atrasos nos pagamentos, nas compras dos hospitais, reagentes inexistentes, ausência de meios de diagnóstico, situações muito dramáticas nos hospitais", disse.

"Encontramos milhares de crianças sem escola, crianças em idades importantíssimas, em escolas sem quaisquer condições de saneamento”, acrescentou exemplificando que numa zona não especificada a delegação deparou com “duas mil crianças em escola sem casas de banho a funcionar, e varias escolas sem electricidade”.

“Está tudo documentado e vamos partilhar os relatórios com os ministros, estamos a pedir audiências com os governantes vamos levar também a discussão na Assembleia Nacional", disse o dirigente parlamentar da UNITA

Outra questão que preocupa os deputados são as pescas desordenadas levadas a cabo maioritariamente por cidadãos chineses ao longo de quase toda costa do país com grandes arrastões com material sofisticado que deixam populações nacionais sem seu modo de ganha pão e varias famílias que vivem da pesca sem sustento.

“É uma sem qualquer fiscalização e que também será levada ao conhecimento das autoridades”, disse Adalberto da Costa Júnior.

Adalberto da Costa Júnior que nem tudo foi mau durante a visita.

"Sejam governadores de províncias sejam administradores municipais e nas instituições em geral tirando uma ou duas situações fomos muito bem recebidos pelas autoridades", disse

Adalberto da Costa Junior criticou o que chama de gastos desnecessários que estão a ser feitos pelas digressões ao exterior do presidente da república afirmando estarem a registar-se "gastos desnecessários que estamos a ver esses dias das viagens em aviões de 70 mil dólares hora”.

“Isto não é adequado para um país com problemas sérios na saúde e na educação, não devemos certamente andar com uma imagem de miseráveis por aí mas também não devemos andar com luxos asiáticos, com comitivas enormes, aviões de um milhão e tal de dólares só para 3, 4 dias”, disse afirmando ainda que isso “não está correcto temos que ser os primeiros a dar exemplo de rigor e de poupança se não ninguém acredita em nós".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG