Links de Acesso

UNIOGBIS: duas décadas para ajudar a encontrar a paz na Guiné-Bissau


Bissau, porto

Estabelecido em 1999, na sequência o conflito político-militar de onze meses, que destruiu todo o tecido económico e social do país, o Gabinete para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS), que viria a tornar-se no Bureau Integrado das Nações Unidas, em 2006, chegou de representar uma “figura de esperança” para os guineenses.

Vinte anos depois, na hora de partida e de fazer as contas, a Guiné-Bissau não se encontrou ainda a sua paz efectiva, enquanto o objectivo número principal do Gabinete.

A missão da ONU na Guiné-Bissau
please wait

No media source currently available

0:00 0:09:05 0:00

Os dias continuam a ser marcados pelas sucessivas instabilidades, que, de acordo com analistas, em Bissau, “tornaram-se numa crónica enfermidade”, isto não obstante “as notáveis acções e investimentos feitos pelo UNIOGBIS nos sectores potencialmente geradores de conflitos, entre os quais, a Defesa e Segurança, a Justiça e a Administração Pública”, refere, por exemplo, uma fonte da ONU, em Bissau.

Com a missão do UNIOGBIS a terminar no final de Dezembro, a Voz de América reuniu algumas vozes para fazer uma avaliação da sua presença na Guiné-Bissau nas últimas duas décadas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG