Links de Acesso

União Europeia autoriza vacina Pfizer-BioNTech para jovens adolescentes


Foto de arquivo - Primeiro-ministro britânico Boris Johnson segura um frasco da vacina Pfizer-BioNTech

A Grã-Bretanha confirmou mais um aumento nas novas infecções por COVID-19, com cerca de 4.200 casos identificados em todo o país na sexta-feira, o maior número diário em dois meses.

Acredita-se que 75% dos novos casos na Grã-Bretanha sejam infecções com a chamada variante indiana, detectada pela primeira vez na Índia, que é mais transmissível do que a variante dominante anteriormente.

Também na sexta-feira, a Grã-Bretanha aprovou uma vacina de dose única COVID-19 desenvolvida pela Johnson & Johnson. É a quarta vacina COVID-19 aprovada no país, após inoculações feitas pela Pfizer, AstraZeneca e Moderna.

A Comissão Europeia autorizou a vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 para uso em crianças a partir dos 12 anos, ampliando o grupo de pessoas elegíveis para serem inoculadas, seguindo aprovações semelhantes nos Estados Unidos e Canadá.

A comissão fez o anúncio na sexta-feira depois que o regulador médico da União Europeia, a Agência Europeia de Medicamentos, recomendou sexta-feira o uso da vacina em crianças de 12 a 15 anos, dizendo que os dados mostram que ela é segura e eficaz.

"Estender a proteção de uma vacina segura e eficaz nesta população mais jovem é um passo importante na luta contra esta pandemia", disse Marco Cavaleri, chefe de ameaças à saúde e estratégia de vacinas da EMA.

Agora cabe aos estados da UE decidir se e quando oferecer a vacina a jovens adolescentes.

Alemanha e Itália já disseram que estão se preparando para estender sua campanha de vacinação para jovens de 12 a 15 anos.

O Presidente francês Emmanuel Macron se comprometeu na sexta-feira a ajudar a fornecer doses de vacina à África do Sul e a outros países africanos. Durante uma visita a Pretória, Macron disse que a França doaria mais de 30 milhões de doses este ano para a iniciativa de vacina global COVAX, apoiada pelas Nações Unidas.

De acordo com o Centro de Recursos do Coronavírus Johns Hopkins, a África do Sul já vacinou cerca de 700.000 pessoas em uma população de 40 milhões.

Na Austrália, Melbourne voltou ao bloqueio na sexta-feira, quando as autoridades de saúde disseram que um grupo de casos COVID-19 positivos confirmados aumentou para 39.

Em outros desenvolvimentos na sexta-feira, a Índia relatou 186.364 novas infecções por coronavírus durante as 24 horas anteriores, seu menor aumento diário desde 14 de abril. As mortes aumentaram em relação ao dia anterior para 3.660.

Nos Estados Unidos, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças disse que crianças em acampamentos de verão que não foram vacinadas não precisam usar máscaras ao ar livre, a menos que estejam entre uma multidão ou em contacto próximo com outras pessoas.

A nova orientação chega num momento em que milhões de crianças devem retomar acampamentos neste verão, após o encerramento de muitos acampamentos no ano passado devido ao vírus.

Os americanos estão comemorando o início do fim de semana do Memorial Day indo às estradas e aos céus enquanto buscam se livrar de mais de um ano de restrições à pandemia e tentar retomar o senso de normalidade.

O secretário de Segurança Interna dos Estados Unidos, Alejandro Mayorkas, pediu aos americanos que sejam pacientes neste fim de semana em aeroportos movimentados.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG