Links de Acesso

União Europeia apela a investigação rápida e profunda do desaparecimento do jornalista Ibraimo Mbaruco


Ibraimo Mbaruco, Jornalista moçambicano, Palma, Cabo Delgado

A Delegação da União Europeia (EU) apela às autoridades moçambicanas para que investiguem com “rapidez e profundidade” o desaparecimento do jornalista Ibraimo Mbaruco.

O apelo é manifestado num comunicado, emitido hoje, em Maputo, no qual “a União lamenta o desaparecimento do jornalista”, da Rádio Comunitária de Palma, norte de Cabo Delgado.

Mbaruco é dado como desaparecido desde o final do dia 7 do corrente mês.

No ano passado, dois jornalistas da mesma província foram detidos pelas autoridades, quando reportavam sobre a situação dos sobreviventes de ataques de um grupo extremista. Amade Abubacar e Germano Adriano foram libertados após muita pressão nacional e internacional.

Degradação da segurança

Os ataques iniciaram em 2017 e até agora causaram cerca de mil mortes. Nos últimos ataques, reivindicados pelo Estado Islâmico, há indicações de procura de imposição da sharia.

Na procura de lugares seguros, a população foge para outras zonas e para a cidade de Pemba, capital da província, o que contribui, entre outros, para a dependência de ajuda alimentar.

No seu comunicado, a EU diz que está preocupada com “a visível degradação da situação de segurança na província de Cabo Delgado ocorrida nas últimas semanas, particularmente com um aumento significativo de ataques, incluindo a ocupação temporária de sedes de distrito em Mocímboa da Praia, Muidumbe e Quissanga”.

Prometendo ajudar Moçambique a encontrar uma solução para a crise em Cabo Delgado, a EU diz que “a resposta a ser dada pelas autoridades só poderá proporcionar resultados efetivos e satisfatórios se garantir o pleno respeito pelos direitos humanos e liberdades fundamentais das populações”.

E, sublinha a EU, “o exercício das liberdades de expressão, de imprensa e do direito à informação afiguram-se neste contexto fundamentais para permitir uma melhor compreensão e combate ao fenómeno do extremismo violento que assola a província”.

Moçambique: Mocímboa da Praia atacada por insurgentes
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:34 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG