Links de Acesso

Twitter revela anúncios russos suspeitos de ter interferido nas eleições americanas

  • Redacção VOA

Anúncios foram feitos pelo grupo de televisão RT, ligado ao Governo russo

A empresa Twitter revelou que cerca de doismil anúncios foram publicados na sua plataforma em 2016 pelo grupo russo de televisão RT, patrocinado pelo Governo de Moscovo, suspeito de interferir nas eleições presidenciais norte-americanas do ano passado.

Em represália, a rede social fechou 201 contas ligadas à empresa.

Em comunicado, o Twitter afirmou que compartilhou com investigadores do Congresso dados sobre anúncios do RT, que gastou274 milhões de dólares em 2016 em anúncios.

Colin Crowell, vice-presidente do Twitter para políticas públicas, encontrou-se na quinta-feira, 28, com membros do Congresso dos Estados Unidos que investigam a interferência russa no processo eleitoral.

O RT, que foi mencionado em Janeiro num relatório da inteligência americana sobre a interferência nas eleições, publicou 1.823 anúncios no Twitter ou "promoções" que "visaram claramente ou potencialmente o mercado americano".

Segundo o Twitter, durante a campanha eleitoral, a rede removeu tuítes "que estavam tentando suprimir ou, ao contrário, interferir no exercício dos direitos ao voto, incluindo o direito de ter o voto contabilizado, ao circular informação intencionalmente enganosa".

O Facebook já admitiu também que entidades com conexão com o Governo da Rússia pagaram para promover mensagens políticas, o que, alegadamente, pode ter sido uma violação à lei eleitoral americana.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG