Links de Acesso

Trump quer regressar aos comícios, Biden volta a ser acusado de assalto sexual


O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na quarta-feira que vai regressar aos comícios de campanha o mais rápido possível. Trump tem visitas marcadas para os próximos dias no que será sua primeira viagem de cross-country desde que a pandemia do COVID-19 fechou grande parte dos Estados Unidos .

A viagem estará centrada na economia.

Mas o republicano - enfrentando uma dura batalha de reeleição contra o democrata Joe Biden debate-se com baixos índices de aprovação quer regressar o mais rápido possível aos seus comícios.

Trump irritado com assessores

Aliás, o presidente Donald Trump irritou-se com seus principais assessores políticos na semana passada, quando eles lhe apresentaram dados preocupantes sobre pesquisas que mostraram seu apoio estar a diminuir numa série de estados, enquanto sua resposta ao coronavírus é criticada.

Novas sondagens do Comité Nacional Republicano (RNC) e da campanha de Trump descreveram uma situação aterradora e angustiante para o presidente, na luta pela reeleição. Embora Trump tenha visto alguns dos melhores índices de aprovação de sua presidência durante as primeiras semanas da crise, assessores destacaram o crescente custo político da crise e os erros não forçados de Trump em seus briefings .

Trump mostrou-se incrédulo por estar a perder para alguém que considerava um candidato fraco - o democrata Joe Biden

Assim os assessores disseram para não se envolver em questōes médicas e direcionar a sua energia para terreno mais familiar e politicamente importante: a economia.

Biden e as acusaçōes de Reade

Mas para Biden, estes dias também não são dos melhores. Há uma pressão crescente sobre o candidato presidencial democrata Joe Biden para responder pessoalmente a uma alegação de agressão sexual feita por uma ex-assessora no Senado - apesar de forte desmentido emitido pela sua campanha.

Tara Reade, 56, afirma ter sido acostada em 1993, quando era uma assistente no escritório de Biden, então senador por Delaware. Kate Bedingfield, vice-diretora de campanha e diretora de comunicações de Biden, emitiu um comunicado negando a alegação, mas até agora o ex-vice-presidente, de 77 anos, não fez qualquer comentário.

A campanha de Trump não perdeu tempo em tirar partido da acusação fazendo troça de Biden, apesar da série de acusações feitas por mulheres contra o próprio candidato Trump, acusado por mais de uma dúzia de mulheres de má conduta sexual antes de ele se tornar presidente.

Reade contou sua história a vários meios de comunicação e fez queixa junto da polícia de Washington no início de abril.

Outras mulheres acusaram Biden de tocá-las inadequadamente no passado, alegações semelhantes às de Reade .

(com agências)

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG