Links de Acesso

Trump promete "postura de guerra" se democratas avançarem com investigações ao Governo


Trump analisa eleições

Presidente reclama vitória e diz que quer trabalhar com democratas

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu abrir mão de qualquer iniciativa bipartidária e retaliar se a nova maioria democrata na Câmara dos Deputados utilizar os seus poderes para pressionar investigações sobre a Administração dele.

Em conferência de imprensa neta quarta-feira, 7, em que bateu de frente com alguns jornalistas de órgãos de comunicação que ele considera inimigos do seu Governo, Trump elogiou o seu papel nas vitórias dos republicanos nas eleições intercalares de terça-feira e alertou que adoptará uma “postura de guerra” caso os democratas resolvessem investigá-lo.

Os democratas agora comandarão comités parlamentares que poderão investigar as declarações de imposto de rendimentos do Presidente, que ele se recusou a entregar, possíveis conflitos de interesses em negócios e qualquer tipo de ligação entre a campanha dele e a Rússia nas eleições presidenciais de 2016, questão que actualmente é investigada pelo procurador especial Robert Mueller.

Trump afirmou a jornalistas na Casa Branca que os ganhos compensavam a vitória dos democratas na Câmara e acrescentou que está disposto a trabalhar com os democratas nas suas prioridades, mas que acreditava que investigações sobre seu governo poderiam afectar as perspectivas de colaboração bipartidária.

“Eles podem fazer esse jogo, mas nós podemos jogar melhor”, disse Trump sobre a possibilidade de investigações dos democratas.

“Tudo que conseguirão fazer é ir para frente e para trás, e para frente e para trás, e dois anos vão se passar e não conseguiremos ter feito nada” reforçou o Presidente.

O poder dividido no Congresso, combinado com a visão expansiva de Trump sobre o poder do Executivo, pode causar polarizações políticas ainda mais profundas e um bloqueio legislativo em Washington.

Observadores dizem que pode haver espaço, no entanto, para que Trump e os democratas trabalhem em conjunto em questões com apoio bipartidário, como por exemplo um pacote para melhoras de infraestrutura, protecções contra aumento nos preços de medicamentos e nos esforços para reequilibrar o comércio com a China.

“Poderia ser realmente uma bela situação bipartidária”, sublinhou Trump.

Nas eleições de terça-feira, os democratas conquistaram 223 deputados contra 200 republicanos, enquanto, até a noite desta quarta-feira, os conservadores tinham garantido 51 senadores e os democratas 46. Há três lugares ainda em disputa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG