Links de Acesso

Trump ameaça fechar fronteira se democratas não aprovarem financiamento para o muro


Donald Trump

Sondagem revela que maioria os americanos responsabilizam Trump e republicanos pelo encerramento do Governo

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou fechar a fronteira com o México caso os democratas não incluam no Orçamento de Estado a previsão de financiamento para a construção de um muro entre os dois países.

A posição de Trump foi revelada no twitter nesta sexta-feira, 28.

"Seremos forçados a fechar totalmente a Fronteira Sul [com o México] se os democratas obstrucionistas não nos derem dinheiro para terminar o muro e também não mudarem as ridículas leis de imigração com as quais o nosso país está a ser sobrecarregado. Difícil acreditar que já houve um Congresso e um Presidente que as aprovaram!', escreveu Trump.

Noutras três publicações o Presidente disse que o encerramento da fronteira seria uma "operação com fins lucrativos".

Muro de Trump pára o governo
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:54 0:00

"Os Estados Unidos perdem muito dinheiro no comércio com o México sob o Nafta, mais de 75 mil milhões de dólares por ano (sem contar o dinheiro do tráfico, muito maior do que esta quantia), que eu considero fechar a fronteira Sul [com o México] uma 'operação com fins lucrativos'. Nós construímos uma parede ou fechamos a Fronteira Sul. Vamos trazer de volta aos Estados Unudos a nossa indústria automotriz, para onde ela pertence. Retornaremos ao pré-Nafta, antes que muitas das nossas empresas e empregos sejam enviados ao México. Ou nós construímos (e terminamos) o muro ou fechamos a fronteira”, garantiu o Presidente.

A Casa Branca pediu que fosse incluído no orçamento uma verba de 5 mil milhões de dólares para a construção do muro, mas os democratas dizem-se dispostos a destinar apenas 1,3 mil milhões de dólares e com restrições que impedem a construção do muro.

O impasse entre o Presidente Trump e o Congresso levou desde o sábado (22) à paralisação parcial das actividades administrativas federais.

Sondagem responsabilizam Trump e republicanos

Desde então, 25 por cento das agências governamentais estão fechadas e 380 mil servidores foram dispensados porque o Executivo não tem como pagá-los, enquanto outros 420 mil foram considerados "essenciais" e, portanto, trabalham sem receber.

Entretanto, uma sondagem da Reuters/Ipsos indica que 47 por cento dos americanos responsabilizam o Presidente Donald Trump pela paralisação parcial do Governo, enquanto 33 por cento culpam os democratas no congresso e sete por cento apontam o dedo aos republicanos.

A pesquisa, realizada entre 21 e 25 de Dezembro, revela que somente 35 por cento dos entrevistados apoiam a inclusão de recursos para o muro no orçamento votado no Congresso.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG