Links de Acesso

Tribunal ordena Casa Branca a devolver acreditação a jornalista da CNN


Donald Trump e Jim Acosta discutiram a 7 de Novembro

Jim Acosta viu retirada a credencial pela Casa Branca depois de discussão com o Presidente Trump

O juiz federal Timothy J. Kelly, em Washington, ordenou à Casa Branca que devolva a acreditação do jornalista da CNN, Jim Acosta, suspenso pela Administração Trump depois de um altercado com o Presidente numa conferência de imprensa a 7 de Novembro.

A decisão anunciada nesta sexta-feira, 16, é uma liminar, enquanto o juiz prepara o julgamento do caso.

Entretanto, ao anunciar a sua decisão, o juiz admitiu que a sentença final não deverá ser muito diferente da de hoje.

Jim Acosta e a CNN recorreram ao tribunal contra a decisão da Casa Branca por considerar que ela viola os direitos da primeira e da quinta emendas da constituição que protegem os direitos de expressão e de liberdade de imprensa.

À saída do tribunal, Acosta limitou-se a “agradecer aos colegas pelo apoio e é hora de regressar ao trabalho”.

Em comunicado, a CNN afirmou estar satisfeito com este resultado e que espera a resolução definitiva dos casos nos próximos dias.

“Esta decisão vai proteger outros repórteres de retaliações pela Administração”, concluiu a cadeia televisiva.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG