Links de Acesso

Tribunal cabo-verdiano deve legalizar prisão de cinco brasileiros detidos com mais de duas toneladas de cocaína


Foram detidos num barco no sábado

A Polícia Judiciária (PJ) de Cabo Verde deve apresentar ao tribunal nesta segunda-feira, 5, cinco cidadãos brasileiros presos no sábado, 3, com 2256,2 quilos de cocaína no interior de uma embarcação, denominada ”Perpétuo Socorro de Abaete II”.

A apreensão aconteceu em alto-mar, na sequência de numa operação conjunta com a Guarda Costeira e o Centro de Operações e Análises Marítimas, com sede em Lisboa, na qual a PJ disse, em comunicado, ter tido o apoio da Policial Nacional de Cabo Verde e da Polícia Federal do Brasil.

Em 2017, as autoridades cabo-verdianas apreenderam um navio proveniente do Brasil com uma tonelada de cocaína e quatro tripulantes, sendo um francês e três brasileiros

Em Março de 2018 eles foram condenados a 10 anos de prisão pelo Tribunal de São Vicente, por tráfico internacional de droga na Operação Zorro, mas foram libertados mais tarde depois de o Tribunal de Relação ter anulado a sentença na primeira instância em virtude de o juiz Antero Tavares se ter recusado a ouvir algumas testemunhas, incluindo do Brasil, consideradas importantes para a defesa.

Todos regressaram aos seus países, enquanto aguardam um eventual julgamento.

Em Fevereiro deste ano, a polícia cabo-verdiana deteve um barco de bandeira panamenha com 9,5 toneladas de cocaina e 11 tripulantes russos.

Eles aguardam julgamento na prisão.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG