Links de Acesso

Tribunal adia julgamento de PGR da Guiné-Bissau para 29 de Abril


Fernando Gomes, Procurador-Geral da República, Guiné-Bissau

Órgão responsável pela acusação, que pertence ao Ministério Público, não compareceu

O Tribunal Regional de Bissau adiou para 29 de Abril o início do julgamento do actual Procurador-Geral da República (PGR) Fernando Gomes, num caso em que è acusado de um suposto desvio de cerca de 700 milhões de francos CFA (um milhão e 100 mil dólares) em 2011, quando era ministro da Função Pública.

À hora marcada, o Gabinete de Luta contra Corrupção e Delitos Económicos do Ministério Público, que pertence à PGR, não compareceu, o que levou o juiz a adiar o julgamento, disse à VOA uma fonte em Bissau.

A defesa de Gomes tem dito que o Tribunal Regional de Bissau é incompetente para julgar o PGR, que entrou com um incidente de incompetência.

Além de Fernando Gomes, foram intimados três quadros seniores do Ministério da Função Pública, que trabalhavam na altura nesse departamento governamental.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG