Links de Acesso

Trabalhadores no porto do Namibe vão entrar em greve


Trabalhadores da SOGESTER

Grevistas trabalham para a Sogester, companhia privada que adminsitra a terminal de carga

Os trabalhadores da companhia Sogester que gere a terminal de carga do porto de Namibe decidiram entrar em greve a partir do próximo dia 4 de Outubro.

A decisão foi tomada durante a Assembleia-geral dos trabalhadores que decorreu na manhã desta Quarta-feira, 26, no recinto do porto do Namibe, onde esteve presente o director geral da Sogester, Anatólio Barreira.

Os trabalhadores querem salários equiparados aos dos trabalhadores de Luanda e queixam-se também de despedimentos e maus tratos.

Muitos deles disseram à Voz da América preferirem trabalhar directamente para o porto do Namibe onde, segundo disseram, gozam de mais tranquilidade e melhores condições de trabalho.

Documentos recentemente publicados revelaram que a empresa Sogester, ligada ao MPLA, tem um contracto altamente vantajoso ficando com 90% dos rendimentos enquanto o porto do Namibe aufere apenas 10%.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG