Links de Acesso

Trabalhadores de empresa da Fundação de José Eduardo dos Santos sem salários há um ano


Apesar de receber o subsídio do Estado, o Grupo Odilon Santos-SGO continua a dever

Cerca de 350 trabalhadores do Grupo Odilon Santos-SGO, uma empresa da Sonigest, pertencente à Fundação Eduardo dos Santos (FESA), manifestaram-se nesta terça-feira, 17, para pedir o pagamento de um ano de salários em atraso.

Trabalhadoores de empresa ligada à FESA manfiestam-se 1:40
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:40 0:00

Apesar de receber três meses de subvenção do Estado a que as empresas de transportes públicos têm direito, a SGO, continua por saldar as dívidas que têm para com os seus 650 trabalhadores.

“Nós ajudamos para que o Estado pagasse e o fez, mas agora a empresa não quer pagar o que deve aos trabalhadores”, denunciou Jorge da Cunha, porta-voz do Secretariado Executivo do Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários e Afins de Luanda (STTRAL).

Cunha reitera ao patrono da FESA, o antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, para interferir no sentido de se pagar os salários dos mais de 650 trabalhadores.

A VOA contactou a Direcção da FESA e da SGO mas não houve qualquer reacção.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG