Links de Acesso

Trabalhadores da LAM "temem" entrada da Ethiopian Airlines no mercado moçambicano


Sindicato pede ao Governo para travar entrada da "gigante" etíope

Quando faltam quatro dias para o início das operações da Ethiopian Airlines no mercado doméstico de Moçambique, trabalhadores da companhia de bandeira nacional, LAM, estão apreensivos e veem na nova operadora uma "ameaça" para os seus postos de trabalho.

Trabalhadores da LAM "temem" entrada da Ethiopian Airlines no mercado moçambicano
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:10 0:00

Através de um comunicado de imprensa, o comité sindical dos trabalhadores da LAM pede ao Governo para travar a entrada do gigante etíope da aviação continental, em nome do que chamam de necessidade de salvaduargar o interesse nacional.

Aquele grupo sindical diz mesmo que a Ethiopian Airlines não vai servir a economia nacional, mas sim, "alimentar a robustez e a economia etíope".

Entretanto, por seu lado, o director-geral da LAM, João Carlos Jorge, mantém-se cauteloso no posicionamento e tenta acalmar a tensão dos trabalhadores.

Contudo, Jorge não ignora de tudo as ameaças que a companhia etíope possa representar para a empresa e espera que haja uma competição baseada no respeito pelo espaço de cada um.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG