Links de Acesso

Tiroteio na sede do YouTube na Califórnia


Policiais correm rumo à sede do YouTube nesta Terça-feira

Um tiroteio na sede mundial do YouTube em San Bruno, na Califórnia, nesta terça-feira, 3 de abril, deixou ao menos três pessoas feridas, segundo a polícia local.

Autoridades disseram que uma mulher é suspeita do crime e ela teria se suicidado após atirar.

O Hospital-Geral de San Francisco afirmou ter recebido ao menos três vítimas de tiros, uma mulher de 32 anos em séria condição, uma mulher de 27 anos em condição estável e um homem de 36 anos em condição crítica.

“Estamos respondendo a um atirador ativo. Por favor, fiquem longe da Cherry Ave & Bay Hill Drive”, publicou a polícia de San Bruno no Twitter.

A polícia da cidade recebeu diversos chamados por telefone da sede do YouTube reportando tiros disparados no local.

Funcionários do Google publicaram relatos sobre o incidente nas redes sociais, contando detalhes de como ouviram o tiroteio. Vadim Lavrusik, por exemplo, afirmou que ouviu tiros e viu pessoas correndo de sua mesa de trabalho. Ele ainda explicou que funcionários chegaram a fazer uma barricada para fugir do tiroteio no local em que ele estava.

Ainda não há mais informações sobre a motivação do crime.

Imagens de canais de televisão americanos mostram funcionários da empresa deixando o prédio em fila, com os braços levantados.

Em nota pública, o Google afirmou que está colaborando com autoridades locais e hospitais. "Nosso time de segurança esta a trabalhar de perto com autoridades para evacuar os prédios e garantir a segurança dos funcionários na área", declarou a empresa.

O presidente americano, Donald Trump, publicou no Twitter que foi informado na tarde desta Terça sobre o tiroteio. "Acabei de ser informado sobre o tiroteio na sede do YouTube em San Bruno, Califórnia. Nossos pensamentos e orações estão com todos envolvidos. Obrigado aos nossos fenomenais policiais e primeiros socorros que estão na cena no momento", disse Trump.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG