Links de Acesso

Tiroteio deixa oito mortos na Califórnia


Agentes da polícia junto da

Atirador era funcionário da Autoridade de Transporte do Vale de Santa Clara e disparou contra colegas

Oito pessoas morreram em consequência de um tiroteio no centro de controlo da Autoridade de Transporte do Vale de Santa Clara (VTA), responsável pelo sistema de electricos e autocarros na região de San Jose, no Estado americano da Califórnia, nesta quarta-feira, 26.

O porta-voz do xerife do condado de Santa Clara, Russell Davis, acrescentou que o suspeito, um funcionário do VTA, também está entre os mortos, mas as motivações do ataque não foram reveladas.

Desconhece-se a identidade do suspeito e se ele foi morto em troca de tiros com os agentes policiais ou se suicidou.

Fontes citadas pela imprensa local apontam para conflitos laborais.

As autoridades policiais receberam informações sobre dispositivos explosivos no prédio que, no entanto, foi revistado.

O agente especial do FBI em São Francisco, Craig Fair disse que demorará um pouco para processar a grande cena do crime.

Em mensagem nas redes sociais, o presidente do município de San Jose, Sam Liccardo, lamentou o crime.

"Nossos corações sentem a dor pelas famílias daqueles que perdemos nesse tiroteio horrível", disse.

Este é o segundo assassinato a tiros em massa no condado de Santa Clara em menos de dois anos.

Em Julho de 2019, um homem matou três pessoas e suicidou-se depois, durante um festival em Gilroy, perto de San Jose.

Refira-se que, no sábado, 22, um tiroteio numa festa em Nova Jérsea deixou duas pessoas mortas e pelo menos 12 feridas.

No passado mês, o Presidente Joe Biden anunciou uma série de medidas de controlo contra o que ele classificou na ocasião uma "epidemia de violência com armas de fogo" nos Estados Unidos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG