Links de Acesso

Theresa May sobrevive moção de censura no Partido Conservador


Theresa May

Primeira-ministro não pode ser alvo de nova sanção no período de um ano

A primeira-ministra britânica Theresa May venceu a votação no Parlamento e permanecerá no cargo pelo menos durante mais um ano, desde que não venha a sofrer nenhum moção no Parlamento.

May enfrentou nesta quarta-feira, 12, uma moção de censura sobre a liderança do seu partido, o Conservador, depois que mais de 48 correligionários apoiaram a medida.

Foram 200 votos favoráveis à sua manutenção na liderança – e consequentemente como primeira-ministra – e 117 contra.

Ela precisava de 159 votos para continuar.

Após o anúncio, May falou à imprensa na porta da residência oficial.

"Enquanto sou grata pelo apoio, um número significativo de meus colegas de fato pôs um voto contra mim. Escutei o que eles falaram", disse.

Primeira ministra britânica sobrevive a votação e se mantém no cargo

Ela afirmou ainda que esta quarta-feira foi um dia "longo e desafiador" e se comprometeu a continuar negociando a aprovação de seu acordo da saída da União Europeia. "Depois dessa votação, agora precisamos continuar com este trabalho de entregar o brexit à população britânica", afirmou.

Se tivesse perdido, May deveria renunciar e uma nova votação dentro do Partido Conservador escolheria seu sucessor. Como ganhou, não poderá ser desafiada novamente pelos conservadores por um ano.

May, porém, fez uma concessão e prometeu, antes do início da votação, que não irá liderar o partido nas próximas eleições legislativas, em 2022. Com isso ela irá abrir caminho para a escolha de um novo primeiro-ministro nessa data. Ela não afirmou, no entanto, que não tentará manter o cargo se uma nova eleição geral for convocada antes disso.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG