Links de Acesso

Terroristas ainda são uma ameaça séria para Moçambique, analistas


Edifício governamental de Mocímboa da Praia

Recuperação de Mocímboa da Praia pode abrir caminho para a continuidade do projecto de gás

Os insurgentes, apesar de terem perdido a sua base operacional primária de Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado, ainda constituem uma séria ameaça para Moçambique, dizem especialistas, que alertam para a possibilidade deles se reorganizarem para lançar um contra-ataque.

Terroristas ainda são uma ameaça séria para Moçambique, analistas
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:00 0:00

"Sem sombra de dúvida que a insurgência ainda é uma grave ameaça, não apenas para o projecto de gás, mas também, e principalmente, para as vidas humanas em Cabo Delgado e em todo o país", afirmou a economista Inocência Mapisse.

A também economista Estrela Charles, considera um passo positivo a retomada da vila de Mocímboa da Praia pelas forças ruandesas e moçambicanas, mas sublinha que não se pode afirmar que isso assinale a derrota iminente do grupo jihadista em Cabo Delgado.

Guerra semi-convencional

Para Alberto Rafael, ex-sargento do exército português em Moçambique, os insurgentes podem ter abandonado a vila de Mocímboa da Praia, por não terem conseguido suportar a carga de fogo, lançada por uma numerosa força, mas podem estar a reorganizar-se para lançar um contra-ataque.

Rafael avançou que "não se pode dizer que este seja o fim dos insurgentes, porque do ponto de vista táctico, eles estão a desenvolver uma guerra semi-convencional como fazia a Renamo durante o conflito militar em Moçambique".

Para ele, os insurgentes tendo constatado o elevado número de homens e meios ruandeses e moçambicanos usados durante o assalto a Mocímboa da Praia, "nem sequer ofereceram resistência, e fugiram para se reorganizarem".

Gás natural

Laurindos Macuácua, jornalista, acreditar que seja isso que está a acontecer: Os insurgentes estão a reinventar-se, e nós não podemos dizer que estão derrotados, porque eles têm capacidade de reinvenção; eles até podem perder terreno em toda a província de Cabo Delgado, mas podem refugiar-se nas vizinhas províncias de Nampula e Niassa".

Por outro lado, a economista Inocência Mapisse diz que a retomada de Mocímboa da Praia, abre caminho para o relançamento do projecto de gás natural liquefeito em Palma.

"A ideia principal para a retomada das actividades era que o Governo de Moçambique conseguisse estabelecer segurança em Cabo Delgado," afirma Mapisse.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG