Links de Acesso

Tanzânia: Sequestradores soltam bilionário mais jovem de África


Mohammed Dewji

A família de Dewji ofereceu uma recompensa equivalente a 440 mil dólares por informações que levaram à sua libertação, embora não tenha ficado claro quanto os sequestradores exigiram.

O bilionário mais jovem da África, sequestrado há uma semana, em frente a um hotel de luxo na Tanzânia, voltou para casa ileso, após ser libertado por seus sequestradores, escreve a Reuters citando a polícia.

Mohammed Dewji, 43 anos, presidente do conglomerado familiar do Grupo METL, foi capturado quando chegava para um treino matinal na capital comercial da Tanzânia, Dar es Salaam.

A Forbes estima o seu património líquido em 1,5 mil milhões de dólares, tornando-o o 17º homem mais rico da África e o bilionário mais jovem.

Lazaro Mambosasa, comandante da polícia de Dar es Salaam, disse à Reuters que Dewji foi abandonado por seus sequestradores na área de Gymkhana, às 2:30 da manhã, horário local.

Segundo Mambosasa, a polícia estava prestes a fazer uma busca na zona onde Dewji havia sido mantido em cativeiro.

“Ele tinha as pernas e mãos amarradas e o rosto tampado, portanto, não podia ver. Ele não pôde identificar os sequestradores durante todo o período de cativeiro”, disse Mambosasa.

“Ele nos disse que eles o trataram muito bem e lhe deram comida”, acrescentou.

A família de Dewji ofereceu uma recompensa equivalente a 440 mil dólares por informações que levaram à sua libertação, embora não tenha ficado claro o quanto os sequestradores exigiram.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG