Links de Acesso

Tó Zé Cassandra disponível para as presidenciais são-tomenses se tiver um grande apoio para "mudar o país"


Tó Zé Cassandra, presidente do Governo Regional do Príncipe

O presidente do Governo Regional da Ilha do Príncipe admite candidatar-se às presidenciais são-tomenses de 2021 se tiver um amplo apoio político.

Tó Zé Cassandra quer ser um candidato de consenso e com apoio político para mudar o atual rumo do país.

Há meses que o nome de Tó Zé Cassandra tem sido propalado como potencial candidato às presidenciais de 2021, mas agora, em entrevista à VOA, diz não excluir a possibilidade de entrar na corrida ao Palácio Cor-de-Rosa, mas exige uma base alargada de apoio político.

“Não me predisponho a ser um candidato avulso. Estou disposto a continuar a servir o país, mas sempre sobre uma base em que podemos discutir o futuro com a contribuição de todos”, afirma, perguntando se em 45 anos de independência “será que o caminho que percorremos até agora foi o melhor?”

"Se for para continuar assim não serei candidato a coisa nenhuma”, assegura Cassandra que, no entanto, reitera que se tiver apoio das principais forças políticas, mediante um amplo consenso sobre o futuro do país, poderá avançar.

“Primeiro precisamos discutir o futuro de São Tomé e Príncipe e adotar medidas para deixarmos de ser um país de faz de contas”, conclui.

Até agosto, o atual presidente do Governo Regional deverá ser substituído no cargo por Filipe Nascimento, o novo líder da União para Mudança e Progresso do Príncipe (UMPP), o movimento político que governa a ilha há 14 anos.

A mudança tem sido condicionada pela Covid-19, mas To Zé Cassandra acredita que com a retoma das ligações aéreas entre as ilhas de São Tomé e do Príncipe, a partir de 16 de julho, poderão estar criadas as condições para a passagem da pasta.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG