Links de Acesso

Sudaneses marcharam até à sede militar de Kartum


Presidente Omar al-Bashir

Milhares de manifestantes marcharam neste sábado, 6 de Abril, até à sede militar da capital do Sudão, Kartum, fazendo parte de uma onda de manifestações que iniciou em Dezembro do ano passado.

As manifestações começaram com o objectivo de chamar à responsabilidade o Presidente Omar al-Bashir, cujo governo os organizadores acusam de má gestão, que provocou a subida de preços da comida, bem como dos combustíveis e falta de divisas estrangeiras.

Bashir impôs o estado de emergência nacional a 22 de Fevereiro, numa tentativa de reprimir as manifestações, depois de medidas duras de repressão terem falhado. Há algumas semanas o governo disse que 31 pessoas tinham sido mortas nas manifestações, mas um grupo de Médicos pelos Direitos Humanos estima que o número de mortos chega pelo menos aos 60.

O governo continua a aplicar duras medidas que resultaram nas detenções de manifestantes, líderes da oposição e jornalistas.

A manifestação de hoje foi convocada a nível nacional e os sudaneses escolheram o 6 de Abril porque foi o mesmo dia em que em 1985 uma revolta militar conduziu à destituição do Presidente Jaafar Nimeiri num golpe de Estado sem sangue.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG