Links de Acesso

STP: Sindicalistas querem ver implementado o novo salário mínimo


Dobra, moeda de São Tomé e Príncipe

O salário mínimo na função pública de São Tomé e Príncipe vai subir para 2.500 dobras, cerca de 110 dólares, a partir de maio, e sindicalistas exigem a sua implementação.

O valor foi definido na terça feira (8), após longas horas de negociações entre as centrais sindicais e o Governo. Foi anunciado que deverá atingir 4.500 dobras, equivalente a 200 dólares, em 2024.

Os sindicalistas dizem que o acordo deve ser cumprido.

STP: Sindicalistas querem ver implementado o novo salário mínimo
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:29 0:00

“Isto vai ser publicado em forma de lei e havendo continuidade do Estado não há como voltar atrás”, disse o secretário-geral da Organização Nacional dos trabalhadores de São Tomé e Príncipe João Tavares.

Por seu turno, o secretário-geral da União Geral dos Trabalhadores de São Tomé, Costa Carlos, sublinhou que “usamos agora o diálogo e chegamos a este entendimento, mas podemos usar outras armas se a outra parte não cumprir”.

No entanto, Óscar Baía, antigo sindicalista, disse que o aumento do salário mínimo em mais de 100 por cento é um bom acordo para os trabalhadores, mas tem reservas em relação ao seu cumprimento.

“As dificuldades económicas continuam a ser muito grandes. Isto não está programado no OGE para 2022, já aprovado. Espero que o Governo não venha a ter dificuldades para materializar o que ficou acordado”, afirmou Baía.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG