Links de Acesso

Sindicato apresenta queixa-crime contra Gabinete Provincial da Educação em Malanje


Gabriel Boaventura, director interino do Gabinete Provincial da Educação

Sindicato Nacional de Professores e Trabalhadores do Ensino Não Universitário quer nomeação de um director

O Sindicato Nacional de Professores e Trabalhadores do Ensino Não Universitário (Sinpetenu) apresentou na segunda-feira, 8, junto da Procuradoria-Geral da República, uma queixa-crime contra a direcção do Gabinete provincial da Educação de Malanje.

O secretário-geral do sindicato, Zacarias Jeremias justificou a queixa-crime “com abuso de poder, obstáculos à actividade sindical e crime de peculato”.

Zacarias Jeremias, secretário-geral do Sinpetenu
Zacarias Jeremias, secretário-geral do Sinpetenu

O sindicalista, que admitiu haver distanciamento entre os gestores do sector da educação e os professores, acrescentou que o sindicato vai pedir a nomeação urgente de um titular disponível a resolução dos problemas da classe.

“Entendemos que o actual director, por um lado, não foi nomeado e por outro, não foi reconduzido. É urgente que se nomeie um director que atenda as necessidades dos professores”, justificou Jeremias.

Uma fonte próxima da Procuradoria Geral da República, contactada pela VOA, disse que apenas lhes foi comunicada a pretensão da queixa-crime e que o processo foi remetido ao Serviço de Investigação Criminal.

O teor da queixa-crime foi endereçada ao Governo da Província de Malanje e ao Gabinete Provincial da Educação, que deverá se pronunciar nas próximas horas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG