Links de Acesso

Sindicalistas dizem que compete ao governo rever contrato de administração do porto do Namibe


Deputado confirma que empresa ligada ao MPLA fica com 90% dos lucros

O deputado da CASA CE pelo Namibe, Manuel Sampaio Mucanda disse possuir documentos que comprovam que a empresa privada SOGESTER ligada ao MPLA aufere 90% dos rendimentos do porto do Namibe enquanto esta empresa só fica com os restantes 10%.

Mucanda comentava a noticias publicada no portal Maka Angola que várias empresas ligadas ao partido no poder tem contractos privilegiados com o estado servindo para enriquecer os seus dirigentes.

Sampaio Mucanda
Sampaio Mucanda

“Tenho documentos concretos sobre esses contractos,” disse o deputado da CASA CE que confirmou as percentagens dos rendimentos publicadas pelo Maka Angola

A VOA ouviu o Secretario da Comissão Sindical da beneficiária “Sogester” Rui Manuel Branco que disse que a revisão do contracto é uma questão que deve ser resolvida pelo estado.

Essa opinião foi apoiada por António Manuel Kalambo, Secretario geral da união dos Sindicatos do Namibe, igualmente, trabalhador da SOGESTER que disse que o presidente da república “está a fazer a revisão de alguns contractos”.

“Eu acredito que se ele achar que não houve boa-fé com certeza ele poderá orientar para se melhorar o contracto ou então decidir que a empresa não tem requisitos para continuar a gerir o terminal do porto do Namibe”, acrescentou.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG