Links de Acesso

Setenta migrantes estão desaparecidos há quatro dias no Mediterrâneo


Migrantes resgatados no Mediterrâneo (Foto de Arquivo)

Organização Alarm Phone critica autoridades da Itália e Malta por falta de apoio e informação

Setenta migrantes desapareceram no Mediterrâneo depois de deixaram a Líbia em direcção a Europa há quatro dias, informou neste sábado, o grupo de apoio independente a imigrantes Alarm Phone.

"Quando perdemos contacto, eles estavam na zona SAR de Malta (busca e resgate), a 11 milhas das águas italianas, mas não há registo de seu resgate ou chegada. As autoridades estão em silêncio”, escreveu a organização no Twitter.

A Alarm Phone criticou as autoridades de Malta e Itália porque “se recusaram primeiro a resgatar, depois a fornecer informações sobre seu destino”.

“As 70 pessoas foram deixadas para morrer? Elas foram secretamente empurradas de volta para Líbia? Exigimos respostas!", acrescentou a Alarm Phone.

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) revelou em Setembroque pelo menos 1.369 pessoas morreram este ano na rota entre a Líbia e a Itália.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG