Links de Acesso

Secretário de Estado americano reúne com braço direito de Kim Jong-un


Encontro entre Mike Pompeo e Kim Yong Chol em Jova Iorque

"Estamos comprometidos com a completa, verificável e irreversível desnuclearização da península coreana," escreveu Pompeo no twitter.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que teve um "bom jantar de trabalho" com Kim Yong Chol, braço direito do líder norte-coreano Kim Jong Un, antes de mais conversas sobre uma potencial cimeira, no próximo mês, entre Kim e o Presidente Donald Trump.

Pompeo twittou uma foto, na quarta-feira à noite, na qual cumprimenta Kim Yong Chol; noutra foto, os dois estão sentados num apartamento perto da sede das Nações Unidas em Nova Iorque. Ele disse que o cardápio incluía bife, maçaroca e queijo.

Kim Yong Chol é a mais alta autoridade norte-coreana a visitar os Estados Unidos em 18 anos. É vice-presidente do poderoso Comité Central e ex-chefe de espionagem. Ele e Pompeo já se encontraram duas vezes em Pyongyang.

Nem ele, nem Pompeo falaram com jornalistas no local do jantar.

A Casa Branca diz que nesta quinta-feira, e durante todo o dia, os dias estarão em negociações.

"Estamos comprometidos com a completa, verificável e irreversível desnuclearização da península coreana," escreveu Pompeo no twitter.

Outras conversações têm lugar em Panmunjom e Singapura.

Mas a Casa Branca diz que as discussões sobre a "desnuclearização total da península" não se estendem aos sistemas de armamentos norte-americanos – uma estrutura de defesa que inclui os submarinos nucleares e os bombardeiros estratégicos capazes de transportar bombas nucleares não baseadas na península.

Estima-se que a Coreia do Norte tenha mais de uma dúzia de armas nucleares.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG