Links de Acesso

Secretário de Comunicação do Governo brasileiro, que esteve com Donald Trump, infetado com coronavírus


Trump e Bolsonaro na Flórida

O responsável pela comunicação do Governo brasileiro, Fabio Wajngarten, está infetado com o novo coronavírus, revelou o teste feito no hospital israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Ele encontra-se internado e em isolamento.

Wajngarten acompanhou Jair Bolsonaro numa visita oficial aos Estados Unidos e esteve com Presidente americano Donald Trump no passado fim-de-semana.

Trump já disse não estar preocupado com a situação.

Em nota, o Palácio do Planalto confirmou a notícia e disse que o Serviço Médico da Presidência “adotou e está adotando todas as medidas preventivas necessárias para preservar a saúde do Presidente da República e de toda comitiva presidencial que o acompanhou em recente viagem oficial aos Estados Unidos, bem como dos servidores do Palácio do Planalto".

O Governo disse ainda ter comunicado às autoridades americanas a infeção de Wajngarten.

Na Flórida, Jair Bolsonaro participou no sábado, 7, num jantar com Donald Trump, no qual esteve presente Flávio Wajngarten, que tirou o divulgou fotos com o Presidente americano.

Bolsonaro monitorado

Ele também esteve com o vice-presidente Mike Pence.

Em Washington, o Presidente americano disse hoje não estar preocupado pelo fato de Jair Bolsonaro estar a ser monitorado, nem por ter cumprimentado Flávio Wajngarten

"Jantamos juntos em Mar-a-Lago, na Flórida, com a delegação inteira. Não sei se o assessor de imprensa (Wajngarten) estava lá. Se estava, estava. Mas não fizemos nada fora do usual. Sentamos perto por algum tempo, tivemos uma ótima conversa. Ele (Bolsonaro) está a fazer um excelente trabalho no Brasil e vamos descobrir o que vai acontecer", afirmou Trump ao receber a imprensa ao lado do primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, na Casa Branca.

Entretanto, também hoje o Presidente brasileiro cancelou uma viagem a Mossoró, devido à pandemia do novo coronavírus.

Por outro lado, o Ministério da Defesa informou que, por precaução, o estado de saúde do ministro Fernando Azevedo e Silva, que também esteve na comitiva, está a ser monitorado, enquanto o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, outro integrante da comitiva, revelou que vai participar dos seus compromissos nos próximos dias por videoconferência.

A embaixada brasileira em Washington informou a todos os funcionários com mais de 60 anos que acompanharam a delegação presidencial à Flórida que fiquem em casa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG