Links de Acesso

São Tomé e Príncipe: Segundo e terceiro candidatos mais votados questionam resultados eleitorais


Delfim Neves, presidente do Parlamento e candidato presidencial

Delfim Neves pede anulação da votação Guilherme Posser da Costa recusa disputar a segunda volta antes do esclarecimento das denúncias de fraude

A candidatura de Delfim Neves, o terceiro mais votado na primeira volta, das Presidenciais em São Tomé e Príncipe, introduziu nesta quinta feira, 22, no Tribunal Constitucional um pedido de anulação de todo o processo eleitoral alegando fraude.

Guilherme Posser da Costa, candidato presidencial, São Tomé e Príncipe
Guilherme Posser da Costa, candidato presidencial, São Tomé e Príncipe

Enquanto isso Guilherme Posser da Costa, o segundo candidato mais votado afirmou também hoje, em conferencia de imprensa, que não irá disputar a segunda volta, enquanto a Comissão Eleitoral Nacional não esclarecer cabalmente as suspeitas de fraude eleitoral.

Carlos Vila Nova, candidato presidencial, São Tomé e Príncipe
Carlos Vila Nova, candidato presidencial, São Tomé e Príncipe

Por seu lado, a candidatura de Carlos Vila Nova considera que o pedido de anulação de todo o processo eleitoral introduzido no Tribunal Constitucional pela candidatura de Delfim Neves não tem sustentabilidade jurídica.

Acompanhe:

São Tomé e Príncipe: Terceiro candidato mais votado diz que as eleições foram fraudulentas
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:48 0:00


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG